Ritmos e Batidas de Violão [+ Treinos]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Agora iremos aprender sobre ritmos e batidas de violão, eles são que vão fazer a musica ou a melodia sair.

Logo após aprender a fazer a seu acorde para tal nota, você precisa emitir o som dela e nisso que entra a batida do violão para que o som desse acorde seja emitido.

É bem simples de aprender, você entende muito rápido, só que de primeira e difícil conseguir por causa da coordenação motora, salve alguns que tem facilidade com a coordenação motora, mas se você não tiver, não tem problema nenhum é só treinar direitinho que você pega o jeito e fica craque.

Entendendo as Batidas e Ritmos

As batidas e ritmos são praticamente a mesma coisa, o que muda é a teoria. Como sabemos é elas que vão dar corpo a nossa musica ou acorde no caso.

É muito importante que você treine bem lento, uma coisa de cada vez, para que você possa pegar a jeito e conseguir ser mais direto sem acelerar o processo.

Nesta fazer você pode deixar a fase de notas de lado, e focar em treinar sua coordenação motora para o ritmo, assim quando tiver bem treinado, você junta uma coisa com a outra e verá  o resultado.

A baixo está uma imagem mostrando como você vai fazer a batida, é bem simples.

violao-batida-ritmo

Esse é um exemplo de batida bem simples, da para entender, ele fala muito bem o que tem que fazer bem didático.

Então entendemos que quando tiver uma seta para BAIXO fazemos a batida descendo, e quando tiver uma seta para CIMA fazemos a batida subindo, acredito que assim fique bem fácil de entender.

E com isso você vai treinando, irei postar novas batidas para você ir treinando nelas também, umas irão ter um grau a mais de dificuldade que a outra, mas é só praticar que fica tudo certo, e você vai conseguir chegar ao seu objetivo logo.

Treino 1

violao-treino-1

Treino 2

violao-treino-2

Treino 3

violao-treino-3

Ficou a entender um pouco melhor sobre os ritmos e batidas do violão e qual é a sua diferença?

Responda às ultimas pergunta nos comentários junto com alguma dúvida ou sugestão com que tenha ficado após ler este artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *